Cuidados Especiais Com Cães E Gatos No Verão

10 Feb 2018 17:33
Tags

Back to list of posts

Com a chegada do verão as temperaturas estão subindo e com elas se intensifica nossa apreensão com o bem-estar dos animais domésticos. Assim como este as pessoas os animais de estimação bem como precisam se adaptar ao calor e a umidade. Pequenas transformações pela rotina garantem a saúde de cães e gatos. O médico veterinário, Marcelo Quinzani, esclarece que hirpertermia, infestações de ectoparasitas, picadas de mosquitos e pernilongos, viroses e doenças de pele são alguns dos defeitos que acometem os animais deste tempo.Os cães não transpiram como nós. A respiração é a única maneira de controlar o modo de refrigeração e manutenção da temperatura corpórea sublime. is?-v4kHxUlUFbosk0mIMhaBgv6R2OS9QLpk4iA1POoR3o&height=169 Assim sendo, no momento em que submetidos a calor forte ou circunstâncias de estresse os cães são capazes de não ter condições de perder calor e entram num recurso chamado de hipertermia. O primeiro sinal que o animal tem de resfriamento é no momento em que se mostra muito ofegante. No quadro de hipertermia a temperatura corporal pode atingir até 42º C, provocando vômitos, coagulação intravascular disseminada, edemas pulmonares, paradas cardíaca e até já comparecer ao estado de coma,” explica Quinzani. De acordo com o veterinário, os cães braquicéfalos ─ que tem o focinho curto, como os Bulldogs, Pugs, Boxers, Shitsus, Lhasas Apso, Boston além de outros mais, sofrem mais com as altas temperaturas devido à anatômica problema de respirar e perder calor.Assim sendo não necessitamos nunca submeter os cães a circunstâncias de abundante calor ambiental como banho e tosa, passear em horários muito quentes, ficar dentro de veículos parados ou em viagem longas, e algumas circunstâncias de estresse”, alerta ele. Durante o verão também é mais comum a proliferação de pulgas e infestação por carrapatos. Nesse período os banhos necessitam ser menos freqüentes, em razão de cortam o tempo de ação da maioria dos produtos usados no controle dos ectoparasitas.Neste caso, preservar a pelagem do animal curta auxílio na visualização dos possíveis parasitas. Pela hora do banho é necessário notar se existe ou não a presença de parasitas, possíveis lesões por picadas, áreas avermelhadas pelo organismo ou mesmo hematomas” recomenda Quinzani. Os cães também sofrem com as picadas de insetos que, e também promover incomodo, são capazes de transportar doenças como a leishmaniose e dirofilariose. Quinzani ressalta que as picadas geralmente ocorrem nas regiões sem pêlos – ponta de nariz, orelhas, em redor dos olhos e abdômen – onde é possível acompanhar as lesões de picadas com coceira intensa no local.O veterinário lembra inclusive até quando os ferimentos dos animais nunca precisam ficar expostos, porque são capazes de trazer moscas que depositam tuas larvas, provocando infecções que trazem incomodo aos animais. Além do mais, moscas depositam suas lavar em pele integra, os famosos bernes”, alerta. O tempo de chuvas assim como se intensifica a incidência de leptospirose, doença transmitida na urina de ratos disseminada por enxurradas e alagamentos. Pra prevenir essa virose o animal necessita ser vacinado regularmente. Hérnia de disco Drufs - Autor(a): Eva Furnari - Editora: Editora Moderna vinte e nove "O Dia em que o Cebolinha Desistiu dos Planos Infalíveis" 05 de dezembro de 2008 Bebe muita águaAnimais que vivem em moradia necessitam ter cuidados redobrados, tais como, no caso de roedores que conseguem transitar em procura de restos de alimentos, rações e mesmo fezes dos animais. O câncer de pele é outra apreensão. Cães e gatos que têm a pele muito clara – ou rosada – no momento em que submetidos à exposição ao Sol bem como podem criar sarcoma, que geralmente acontece nas áreas sem pêlo.A mais jovem organização de alimentação super premium para cães e gatos do mercado, baseia tua pesquisa em três pilares: qualidade de ingrediente, de método e de formulação. Desde o lançamento do primeiro item, passaram-se 20 anos. O superior desafio para a Premier, em teu começo, foi construir matéria prima. Se hoje neste momento é complicada, sonhe há duas décadas. Entretanto isso é essencial para que o alimento tenha boa particularidade no final" lembra a médica veterinária Cristina F. Fonseca Pontieri, diretora de procura da PremieRpet e continua "uma grande parte da proteína que utilizamos vêm das visceras do frango. Como nós não as comemos, fornece a impressão de ser resto. Porém, com a seleção criteriosa dos fornecedores, há garantia que até estas partes são de altíssima qualidade".Mesmo com todas estas explicações, entrei em contato com o médico veterinário vegetariano Aulus Cavalieri Carciofi, professor da UNESP de Jaboticabal e um dos maiores nomes em nutrição animal do Brasil e do mundo. Sem consumir animais há trinta anos, Dr Aulus inicia a conversa frizando: "Cães e gatos não conseguem ser veganos!Essa é uma opção nossa. Se não quer adquirir alimento com desgosto de outros animais, tenha um pet herbívoro, como coelhos, alguns pássaros, jabuti, etc". Não há estudo um apontando uma conexão direta entre o consumo de ração e o acrescentamento dos casos de cânceres. Segundo Dr Aulus, há uma má visão dos dados científicos: "com a chegada da ração, os cães comem diariamente todos os trinta e oito nutrientes necessários pra manutenção da sua existência.Portanto, são mais saudáveis, ficam menos doentes e vivem mais. is?dq6D8u12bPrJsCiEYPzgd_coj06mMV1uM1ba7izK0NE&height=240 A doença mais comum da velhice de cães, gatos e seres humanos é o câncer". Além da proteína, os cães precisam muito de vitamina A. Nós, humanos, transformamos facilmente o beta-caroteno da cenoura nesta vitamina. No entanto, isso não acontece nos cães. Eles necessitam do nutriente agora pronto, o qual só é localizado em produtos de origem animal. A dúvida não é viver com ou sem a proteína da carne, no entanto todos os aminoácidos e vitaminas encontrados só por este tipo de alimento. Se não há carne pela alimentação, necessita suplementar com produtos químicos, sintéticos" elucida Dr Aulus.Isso sem entrar na indispensabilidade do gato em comer taurina, assim como somente encontrada pela carne animal. De novo, não há estudos relacionando o tipo de alimentação com a perspectiva de vida. O único estudo que há usando o fator longevidade é sobre o assunto obesidade. Agora foi demonstrado que cães e gatos obesos vivem menos. Bem como não há cada estudo apontando a utilização de corantes e palatabilizantes químicos com cânceres e diminuição da promessa de existência.Contudo, se você quiser optar por alimentos com menos química, sugiro as rações super premium, as quais não utilizam corantes e seus palatabilizantes são, geralmente, de fígado de boi ou frango. Se está em dúvida a respeito da alimentação vegana, Dr Aulus propõe um teste. A melhor e maior prova de que cães e gatos não decidem pela alimentação vegana é botar dois potes: um com alimentação vegana e outro com alimentação com carne, frango ou parelhos.

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License