A Ordem Judicial Atendeu Ao Pedido

11 Feb 2018 02:10
Tags

Back to list of posts

A ursa parda Marsha, que vive no zoobotânico de Teresina (PI) desde o ano de 2011, vai obter um novo lar nos próximos dias. A ordem judicial atendeu ao pedido, em feitio de liminar, de uma ação popular ingressada pela presidente da Confederação Brasileira de Proteção Animal, Carolina Mourão Albuquerque. Na ação, Albuquerque justifica que a ursa está debilitada, sem se alimentar corretamente, e ainda se submetendo a alta temperatura, uma vez que no período do verão de Teresina chega a marcar mais de quarenta ºC nos termômetros.A ativista destaca que o lugar perfeito que o animal viva é em uma localidade com o clima ameno. Marsha tem 26 anos e pesa 210 kg. O magistrado destacou que a decisão é baseada em documentos técnicos que esclarecem a "ocorrência de violência a qual a ursa parda Marsha é submetida".Estado do Piauí e que o clima é "bastante quente". Um lugar pela Agregação Mata Ciliar está sendo reformado pra ganhar a ursa. O espaço, segundo Albuquerque, tem piscinas para a ursa se refrescar do calor, área de cambiamento, e é adaptado com troncos de árvores para se aproximar do lugar natural. A ativista disse que o próximo passo é entrar em contato com qualquer povo com clima gelado para saber se existe interesse em receber Marsha.Albuquerque considerou que ela e outros 2 ativistas vão custear a reforma do recinto. Segundo Albuquerque, a ursa Marsha chegou ao Brasil por São Paulo ainda filhote junto com as ursas Ira e Kátia e o macho Misha. Os ursos são de origem de regiões da terra onde existe constante neve, umidade alta e baixas temperaturas, como a Rússia. Marsha vivia confinada com mais 3 ursos -Ira, Mischa e Kátia -dentro de um baú de um caminhão de um circo, que estava no município de Quatipuru (PA).Os animais foram resgatados pelo Ibama (Instituto Brasileiro do Meio ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) e Marsha, Ira e Mischa foram levados para o zoobotânico de Teresina. Neste momento a ursa Kátia foi para o Zoológico Santuário de Canindé (CE) para fazer companhia ao urso Dimas, bem como resgatado de outro circo. Os ursos Mischa e Ira faleceram, em 2015 e 2016, respectivamente. O secretário de Ecossistema do Piauí, Ziza Carvalho, negou que maus-tratos ou a alta temperatura tenham influenciado nas mortes dos dois animais.Inchaço ou acrescento da localidade (entre ânus e testículos)2 Protagonistas secundários dois.1 Micro computadortrinta e seis "Um Conto de Natal"Melhores momentostrinta 04 "Avião e Caminhão" 16 de abril de 201426/09/2011 às 10:Trinta e oitois?7tYgUgdjaSdricEQS6wdBrYBHEvs4Z_0HkFuT9c5ki0&height=204 Segundo Carvalho, os ursos eram velhos, debilitados por terem passado a vida dentro de um caminhão baú e faleceram pela idade avançada, de "circunstância natural". Em 2015, a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) no Piauí pediu a Justiça a interdição imediata do Parque Zoobotânico de Teresina por suspeita de irregularidades no funcionamento do local. De acordo com a OAB, os animais estariam sem ganhar tratamento de saúde adequado, com uso de medicamentos vencidos e alguns vieram a óbito. Pela época da inspeção no zoo, a OAB constatou que um dos 3 ursos estava com uma ferida na cabeça e não estava recebendo tratamento veterinário.Desde setembro, ativistas vinham guerreando na transferência de Marsha pra outro local com clima mais ameno. Segundo Albuquerque, depois de ela acompanhar videos da ursa fazendo movimentos repetitivos dentro do ambiente e um buraco escavado no recinto que o animal fica, foi tomada a decisão de requisitar a Justiça que ela fosse para um santuário. Uma petição on-line pedindo a transferência de Marsha já tem mais de 215 1 mil assinaturas.

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License