Morador De Estrada Passa Noite Pela Porta De Abrigo Esperando Encontrar Sua Cadela Perdida

11 Feb 2018 18:45
Tags

Back to list of posts

reporte_espiral-vi.jpg Morador de estrada perdeu tua cadelinha e gastou todo o dinheiro que tinha pra ir procurá-la em um abrigo. Um funcionário da ONG DeKalb County Animal Services, na Geórgia, EUA, estava chegando no serviço quando encontrou um morador de estrada dormindo pela porta. O recinto, entretanto, não foi escolhido por sorte: o homem foi até lá em razão de havia perdido tua melhor amiga, a cadelinha Tata, e esperava encontrá-la ali.Karen Hirsch, representante do abrigo, ao blog The Dodo. Segundo ela, o homem gastou todo o dinheiro que tinha pagando uma passagem de ônibus até o abrigo. Ao ouvir a história do homem, o funcionário lembrou que a cadela de fato havia sido encontrada, a dificuldade é que ela havia sido enviada para o abrigo da escola, que fica encontrado do outro lado da cidade.O homem ficou muito deprimido e, para socorrer, o funcionário pagou uma passagem de trem para que ele pudesse entrar até o abrigo. Chegando lá, felizmente, ele encontrou Tata, que estava saudável e feliz. O abrigo não cobrou as taxas que costuma cobrar e ainda disponibilizou assistência pro homem, caso sua cadela precise de cuidados e tratamentos.Ele se esfrega nas nossas pernas e tem diversos bigodes, como os gatos", diz a tutora. Lívia conheceu o cãozinho no momento em que estudava pela Bolívia. Ela contou ao site que, pela ocasião, não pensava em apadrinhar um pet, contudo o bichinho chegou a começar por uma amigo. Essa minha amigo queria amparar a irmãzinha dele, todavia a dona só deixaria se adotasse os dois.Desse modo, ela meio que forçou a barra, levando ele pela minha casa. Ela sabia que eu amava animais e que não resistiria", admite. Segundo a médica, o cãozinho vivia em um recinto humilde, com casas de madeira e chão de terra. Lívia anuncia que Johnnie tem "cidadania brasileira". A mudança pro Brasil dependeu de documentação -que inclui parecer de um veterinário.Acho que ele ficou com muito medo no avião. Infelizmente, não pôde ir comigo, foi no compartimento de carga. No momento em que cheguei em São Paulo deu afim de perceber que ele estava desesperado", conta. Porém o interesse valeu à pena. Filho único", Johnnie é amado, aparecia brincar, passear pela via e se exibir com seu patinho de brinquedo.Ele é rico em características. Meio gato, meio cachorro, meio pelo de bode e meio lobo. Ele uiva similar lobinho, não sei onde entendeu. No entanto não importa. Veio para encher a residência e meu coração de amor", reconhece. Você tem alguma história sensacional sobre teu cachorro? Escreva para o blog.Ela podes ser compartilhada nesse lugar! Qual a história do seu cachorro? Conte pro website! Scooby, 9, e Ricardo Henrique Nonato Cunha Ramos, dezesseis, cresceram juntos. Dividiram cama, brincadeiras, momentos felizes, porém precisaram se destacar no ano passado, quando o rapaz viajou pra aprender no Canadá. Mas deixar o companheiro peludinho no Brasil não foi fácil.Se o cachorro cava pra se refrescar ou buscar aquecimentoPrince……… disseSeparamos uma listagem de dez atitudes que podem incentivar osAcrescentamento da sedeEu não aguardava que a agonia de deixar meu camarada fosse tão forte. E eu chorei abraçado ao Scooby, que sentiu minha preocupação e simplesmente ficou imóvel sentindo minhas lágrimas caírem sobre isto seus pelos", lembra o jovem, que estuda o 3º ano do ensino médio na Royal Bay Secondary School, em Victoria. Para amenizar a saudade, Henrique utiliza até videochamada para ver Scooby. Esse intercâmbio, e também auxiliar para meu desenvolvimento cultural, serviu com intenção de que eu percebesse o valor de um conhecido de 4 patas", diz.Eu o peguei no colo, perto o pacote de ração e uma pergunta: que nome doar a este amigão? Lembrei do desenho animado mais engraçado que eu amo. E desta maneira o Scooby chegou em residência. Não tive dúvidas: ali nasceu nossa amizade. E e eu o vi desenvolver-se pulando pelo quintal, querendo subir pela minha cama -porém isso só acontecia quando minha mãe não estava visualizando.

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License